Pós-Graduação em Literatura
  • Pensamento e Arte: Conceitos-Moventes e variações rítmicas

    Publicado em 02/04/2019 às 02:57 PM


  • EDITAL Prof. Visitante no Exterior – CAPES-PRINT – abril 2019

    Publicado em 02/04/2019 às 02:02 PM

  • Palestra: Aproximações entre Felisberto Hernández, Mario Levrero e Daniel Mella

    Publicado em 26/03/2019 às 02:05 PM


  • Dialogando com Thomas Bernhard

    Publicado em 25/03/2019 às 11:48 AM


  • Palestra com professora Verónica Stedile Luna (Universidad de La Plata, Argentina)

    Publicado em 25/03/2019 às 09:41 AM

    Informações: Palestra Stedile Luna


  • Professor da UFSC estreia na ficção literária

    Publicado em 25/03/2019 às 09:19 AM

    O professor Marcio Markendorf lança no dia 4 de abril, quinta-feira, a partir das 19 horas, na Fundação Cultural Badesc, sua primeira obra literária, a novela “Soy loca, Lorca, feito um chien no chão”.

    Esta novela – não tomada no sentido puro do gênero, mas com hibridações – foca-se em uma personagem, como o título sugere, em diálogo com o poeta espanhol Federico García Lorca, por quem está apaixonada. Encarcerada em local ignorado, sem razão aparente, a personagem pressupõe que o cárcere pode ter sido motivado por sua loucura passional. Se o amor é sair de si, essa narradora colocou-se corpo afora – eis uma conclusão possível. Oscilando entre o delírio e a lucidez, baralhando a confissão e a ficção, a personagem escrutina os fragmentos do próprio passado afetivo, não sem atingir um ponto de virada alquímico e irreversível.

    Conficcional é o adjetivo que Marcio Markendorf tomou de empréstimo para caracterizar seu primeiro trabalho. Foi o poeta e tradutor Rodrigo Garcia Lopes, referindo-se à obra de Sylvia Plath, um dos primeiros a usar o termo conficção – algo que pode ser entendido como um flerte ficcional com a confissão ou como um misto de confissão e ficção.

    Assinam as orelhas do livro o escritor catarinense Carlos Henrique Schroeder e a professora titular de Literatura Brasileira Tânia Regina de Oliveira Ramos. O prefácio é por conta da escritora, tradutora e ensaísta Dirce Waltrick do Amarante. O posfácio, assinado pelo poeta carioca Gabriel Resende Santos.

    “[O livro é] Um poema épico, uma narrativa vertigem, onde o feminino conta um amor que nunca viu, domesticando onze mil nomes, paixões, chien e a intimidade”, Tânia Ramos

    “Esta novela de Marcio Markendorf é o fiel retrato de um tempo, que bem pode ser o de agora, ou o de Lorca, ou da imagem do amor, que atravessa a vida de cada humano uma ou mais vezes na nossa existência estilhaçada”, Carlos Henrique Schroeder

    “Soy loca, Lorca, feito um chien no chão é um delírio, uma espécie de carta-confissão ou “conficção”, como Markendorf se refere à sua obra, de uma personagem que se diz apaixonada pelo poeta e dramaturgo espanhol Federico García Lorca”, Dirce Waltrick Do Amarante

    “Mesmo em seus momentos mais digressivos, quando suas reflexões parecem interligadas de maneira cada vez mais vaga, é curioso que a narradora esteja cristalinamente apontando sempre a mesma direção: o cerne inatingível das impossibilidades”, Gabriel Resende Santos

    Às 20 horas, no espaço do lançamento, haverá uma pequena performance a partir de trechos da obra com a atriz Marina Bento.
    Sobre o autor

    Formado em Letras, com doutorado em Teoria da Literatura, Marcio Markendorf atua como professor no curso de Cinema e no Programa de Pós-graduação em Literatura da Universidade Federal de Santa Catarina.

    Mantém desde 2005 o blog Incorrespondencias (http://incorrespondencias.blogspot.com), projeto literário epistolar inspirado em Ana Cristina Cesar. Também tem desenvolvido o projeto de microliteratura no Instagram, em parceria com o escritor Adriano Salvi, em https://www.instagram.com/microcontando/, trabalho que está entre os contemplados com o edital da Fundação Cultural de Balneário Camboriú.

    Possui contos publicados nas seguintes coletâneas: “, só muda a roupa”, volume organizado por Manoel Ricardo de Lima, 2010; “Todos os livros do mundo”, organizado por Tabajara Ruas e Rozi Osterreich, 2009; e “Decálogo”, organizado por Carlos Henrique Schroeder, 2008 – todas as três publicações do SESC/Florianópolis.

    Tem uma contribuição narrativa no livro “Fabulações reminiscentes”, da artista plástica Juliana Crispe, publicado pela Cultura e Barbárie em 2015.

    Com Andréa Figueiredo Leão Grants e Roberta Moraes Bem, organizou a coletânea “Entre estantes e entre tantos: histórias inusitadas na biblioteca”, de 2017, publicação com selo Publicações UFSC. O livro conta com dois contos de sua autoria.
    O quê: Lançamento do livro: Soy loca, Lorca, feito um chien no chão, de Marcio Markendorf
    Quando: 04 de abril de 2019, a partir das 19 horas
    Onde: Fundação Cultural Badesc (Rua Visconde de Ouro Preto, 216 – Centro, Florianópolis)
    Quanto: o exemplar do livro tem um custo de R$ 35,00


  • Comemoração dos 50 anos de Pós-Graduação na UFSC

    Publicado em 21/03/2019 às 09:03 AM

    Todos os coordenadores, subcoordenadores, docentes e discentes dos programas de Pós-Graduação da UFSC estão convidados.


  • Projeto Literatura e arte no pensamento italiano contemporâneo

    Publicado em 20/03/2019 às 04:50 PM

    O Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana (NECLIT) vem desenvolvendo uma importante atividade de pesquisa no âmbito da literatura italiana e sua relação com o pensamento crítico. Nos últimos anos, organizou congressos internacionais com problemáticas específicas e cruciais para o nosso momento histórico: Resíduos do humano (2016): Contemporaneidades na-da Literatura Italiana (2017); Anacronias na-da literatura italiana e movimentos possíveis (2018). As pesquisas, discussões e os debates em 2018 culminaram na elaboração do projeto “Literatura e arte no pensamento italiano contemporâneo”, aprovado pelo Edital Escola de Altos Estudos – CAPES (Edital 14/2018 CAPES 88881.198177/2018-01), realizado pelo Programa de Pós-Graduação em Literatura da UFSC e o Programa de Pós-Graduação em Língua, Literatura e Cultura Italianas da USP.

    Literatura, arte e pensamento são aberturas, territórios porosos e ruinosos, e, sobretudo, um laboratório de experiências com-na-da linguagem. Com base nesses pressupostos, a expressão Italian Theory/Thought, mesmo com suas problematizações, aponta, com efeito, para uma preocupação e especificidade do pensamento italiano concernente ao tema da linguagem. Pensar a linguagem, de fato, é entrar no âmago da experiência humana, é penetrar num espaço misterioso e, ao mesmo tempo, necessário e fugaz, indecidível. O pensamento pode ser visto como uma operação com a linguagem, que desativa a própria linguagem e deixa inoperantes as funções comunicativas e/ou informativas, possibilitando assim um novo uso. A literatura e a arte, muitas vezes, possuem seu objeto sem conhecê-lo e a filosofia o conhece sem possuí-lo. É esse gesto que torna possível o pensamento no pensamento. Poder-se-ia, ainda, afirmar que a linguagem não é de modo algum um meio de comunicação neutro e objetivo. Nessa trama que vai se constituindo, abrindo e hibridizando, não é possível, contudo, deixar de pensar na esfera do político e também na do “discurso interior”, nas “gramáticas de conflito”, enfim, no fato de que a arte e a literatura não podem ser reduzíveis unicamente à dimensão linguística.

    São esses enfoques que perfilam o projeto Literatura e arte no pensamento italiano contemporâneo, colocando em diálogo diversos autores, até de forma anacrônica, na intersecção entre eu escritapensamento linguagem.

     Apresentação | Equipe            Convidados | Programas             Outras atividades


  • Resultado do processo seletivo de bolsistas – 2019/1 – ATUALIZADO!

    Publicado em 20/03/2019 às 03:50 PM

    Já está disponível na página do Processo de Seleção de bolsistas 2019 o Resultado Bolsas Mestrado e Doutorado 2019.1 – atualizado (em 20/03/2019).

    Os bolsistas contemplados com bolsa CNPq receberão por e-mail a partir do dia 12/03/2019 os termos de compromisso da bolsa, que deverá ser preenchido e assinado diretamente na plataforma Carlos Chagas. O procedimento é todo online. O e-mail deve estar atualizado no currículo Lattes para que o e-mail chegue corretamente.

    Os bolsistas contemplados com bolsa CAPES deverão comparecer no horário de atendimento da secretaria do PPGLit de 11 a 14 de março, com comprovante de residência de Florianópolis e número e agência de conta corrente no Banco do Brasil (somente) para que seja assinado o termo de compromisso.


  • Edital Apoio Publicação

    Publicado em 20/03/2019 às 03:34 PM

    A Coordenação do Programa de Pós-graduação em Literatura da Universidade Federal de Santa Catarina, no uso de suas atribuições, torna público que estão abertas as solicitações de apoio para Projetos de Publicação Científica, com o objetivo de incentivar e fortalecer o diálogo, os debates e a pesquisa junto às linhas de pesquisa do PPGLit. O presente Edital foi aprovado pelo Colegiado Delegado do PPGLit em 15/03/2019.

    Etapa Prazo
    Inscrição de Projetos de Publicação Científica 03/06/2019
    Divulgação da Comissão de Seleção 10/06/2019
    Divulgação do Resultado Parcial 30/08/2019
    Pedido de Reconsideração do Resultado Parcial 03/09/2019
    Divulgação dos Resultados Finais 13/09/2019
    Entrega do Material para a Gráfica 07/11/2019