Pós-Graduação em Literatura
  • Eleição para Coordenação do PPGLit 2017

    Publicado em 25/05/2017 às 15:06

    EDITAL N 09.2017 – ELEIÇÃO PARA COORDENAÇÃO DO PPGLIT

    Inscrição de candidatos: 12 de junho de 2017, das 14h às 17h, na Secretaria do PPGLit;

    Eleição: 19 de junho de 2017, das 14h às 17h, na Secretaria do PPGLit.


  • Publicado em 25/05/2017 às 15:22

    UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ – UNIOESTE

    CENTRO DE EDUCAÇÃO, COMUNICAÇÃO E ARTES – CECA

    PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS, ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM LINGUAGEM E SOCIEDADE, NÍVEL DE MESTRADO E DOUTORADO

    COLEGIADO DE GRADUAÇÃO – CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS/ESPANHOL/ITALIANO

     

    PROMOVEM O EVENTO

     

    XIII Seminário Nacional de Literatura, História e Memória e IV Congresso Internacional de Pesquisa em Letras no Contexto Latino-Americano (SLH)

     III Seminário Internacional e IV Congresso Nacional em Estudos da Linguagem (SNEL)

     III Seminário Internacional de Etnia, Diversidade e Formação.

    II Congresso Internacional de Leitura e Literatura infantil e juvenil da Rede Paranaense de Leitura

     

                                           TERCEIRA CIRCULAR DO EVENTO

     

    PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 22, 23 e 24 de novembro de 2017

    LOCAL: Campus da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE – Cascavel – PR

    TEMÁTICA que congrega os eventos: Confluências entre Língua, Literatura, Cultura e outros campos do saber


  • 5º Encontro da Rede Sul Letras.

    Publicado em 24/05/2017 às 13:57
    É com satisfação que anunciamos a publicação da primeira circular do 5º Encontro da Rede Sul Letras.
    Pedimos a gentileza de dar ampla divulgação entre seus colegas e alunos.
    Em breve, a página oficial estará online.
    Cordialmente,
    Prof. João Claudio Arendt
    Prof. Márcio Miranda Alves
    Prof. Milton Hernán Bentancor
    PPGLET – Programa de Pós-Graduação em Letras e Cultura – Mestrado
    PDLET – Programa de Doutorado em Letras – Associação Ampla UCS/UniRitter
    Campus-Sede
    Fone: 54 3218-2100 Ramal 2620
           

  • II Congresso da Associação Brasileira de Germanistas

    Publicado em 24/05/2017 às 13:53
    De 24 a 26/05/2017
    II Congresso da Associação Brasileira de Germanistas
    A Seção 8 – Walter Benjamin – a questão acerca do mito
    conta com a participação dos professores do Programa:
    Prof. Raul Antelo,
    Profa. Ana Luísa Andrade,
    Profa. Maria Aparecida Barbosa.
    E dezenas de outros pesquisadores de outras instituições.

  • MINICURSO – A narrativa policial. Para uma ampliação do conceito a partir de exemplos argentinos

    Publicado em 22/05/2017 às 17:49

    CONTEÚDOS:
    O gênero policial: problemas genológicos. A concepção “clássica” do gênero e os precursores inevitáveis: Edgar Allan Poe, Sir Arthur Conan Doyle e Gilbert Keith Chesterton e sua influência nos narradores posteriores. Modalidades; o romance de detection inglesa e a “série negra” norte-americana; relação com os respectivos contextos de escrita.
    A narrativa policial e as novas teorias da ficção: os “mundos possíveis”. A dimensão pragmática e o papel do leitor. O contrato de leitura. Os modelos genológicos e sua apropriação hispano-americana. O neopolicial latino-americano.
    A narrativa policial argentina: síntese de sua história e possíveis etapas. O século XIX e um precursor esquecido: Luis Cané. Paul Groussac e Eduardo Holmberg. O século XX: a consolidação do policial. As primeiras traduções do gênero. Coleções e antologias. A tradição anglo-francesa e o thriller de inspiração norte-americana. Um olhar panorâmico sobre os principais expoentes do gênero.
    Jorge Luis Borges e a narrativa policial: teoria e prática. Em direção a “Biorges” e o policial paródico. Seu trabalho na consolidação da vertente argentina do gênero: traduções, resenhas. A coleção “El Séptimo Círculo”. Seu trabalho como antologista. H. Bustos Domecq.
    Antonio Di Benedetto: um policial “psicológico”. O gênero policial nas letras mendocinas. Antonio Di Benedetto e o “novo romance”. Os romances da década de ’60: El silenciero (O silencieiro) e o esboço de uma teorização sobre o policial; Los suicidas (Os suicidas): romance policial?
    MINISTRANTE: Profa. Dra. Marta Castellino, Universidad Nacional de Cuyo, Argentina DATA: quarta-feira, 24 de maio das 15h às 18h e sexta-feira, 26 de maio das 15h às 18h LOCAL: Sala Machado de Assis, 4º andar do Prédio B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) O curso é aberto ao público em geral e não é necessária inscrição prévia. Os participantes terão direito a Certificado. Entrada gratuita.

    Organização: Programa de Pós-graduação em Literatura e Núcleo Onetti de Estudos Literários Latino-americanos/UFSC


  • Raul Antelo – ANTONIO CANDIDO FORÇA E CONTRA-FORÇA

    Publicado em 18/05/2017 às 17:47

    Apresentação

    Raúl Antelo, em Antonio Candido y los estudios latino-americanos (Pittsburgh: Instituto Internacional de Literatura Iberoamericana, 2001), organizador por Antelo, e no qual há uma série de ensaios de críticos de várias partes do mundo, lemos na “Introdução”: “Con perspectiva de medio siglo, en el Post-criptum que redactó en 1986 para la edición de jubileo del clásico de Buarque de Holanda, Antonio Candido nos dio una sutil interpretación de lo que sería ese sentimiento de soledad y aislamiento que confesaba compartir con las mejores voces del modernismo de su país. A diferencia de Casa Grande & Senzala, de Gilberto Freyre, que mostró los avatares del liberalismo de elites, disociado entre un modernismo progresista y otro reactivo, o de Formação do Brasil contemporâneo, de Caio Prado Jr., lectura marxista del proceso de formación del mercado de trabajo, las Raízes do Brasil de Sérgio Buarque de Holanda probaron, según Antonio Candido, que una vez agotada la explicación localista para los impasses de la modernización, lo que llamaría, en el caso de Drummond, ‘a investigação do itabirano pelo itabirano’, surgió la conciencia de imposibilidad de vivir de sí mismo y se concluyó por ‘extrair da sua solidão esse sentimento de fraternidade por via da fragilidade comum’, comunidad que, en el post-scriptum jubileo, adquiere una inequívoca tonalidad política y, diría más, partidaria, la de un emergente ‘radicalismo potencial das classes médias’ al que, en el Brasil post-dictatorial, el Partido dos Trabalhadores, fundado entre otros por Candido y Buarque de Holanda, daría no sólo voz sino tamaño a su esperanza” (p. 8). Tal questão ainda se fará presente nos desdobramentos do pensamento de Raúl, dezesseis anos após a publicação do volume crítico-homenagem a Candido, visto que “o observador literário” não apenas é aquele que contempla a paisagem de modo passivo, mas também o que se vê vendo paisagens em movimento que o atravessam e que o transformam, isto é, – como Raúl nos coloca nesta breve homenagem-crítica -, força e contra-força. Nesta relação, parece-me, reside nossa tarefa, ou nossa maior homenagem ao crítico e professor Antonio Candido, já que na oscilação que se dá nesse jogo de forças o sistema – tão caro a Candido – da velha dicotomia do dois (das velhas constantes do compars) pode passar para o vir-a-ser do três (das mutações provocadas pelo dispars), entre comparecimento e desaparecimento. Assim, Antonio Candido nos deixa um enorme desafio, já que mais uma vez estamos ameaçados pela insurgência de forças totalitárias: suspender as certezas do Sistema, das violências de todo e qualquer Sistema.

    Davi Pessoa, 16 de maio de 2017.

    https://revistapolichinello.wixsite.com/candido-antelo


  • Oficina com o Profº Raul Antelo

    Publicado em 17/05/2017 às 14:43


  • I Ciclo de Conferências ‘Abolição no Brasil vs Democracia: Liberdade, Saúde e Educação do povo brasileiro’

    Publicado em 17/05/2017 às 14:41

    I Ciclo de Conferências ‘Abolição no Brasil vs Democracia: Liberdade, Saúde e Educação do povo brasileiro’

    por NEAB | UPE

    Apresentação

    O I ciclo de conferências Abolição no Brasil vs Democracia: Liberdade, Saúde e Educação do povo brasileiro, tem como objetivo, reunir toda a comunidade acadêmica para propiciar uma reflexão através de um debate sobre a construção da Democracia no país, sua trajetória e como esta se reverbera hoje, no que se refere à liberdade, à saúde e a educação da nação brasileira.
    Os desafios apresentados na atualidade pelo sistema governamental suscitam essa reflexão para que se encontre um novo rumo para o desenvolvimento do país em todos os âmbitos.
    Nossa sociedade se constitui à luz da globalização, o que leva a redimensionar um conjunto de valores, saberes e conhecimentos, cuja lógica principal é de um sistema de exclusões, capaz de desconsiderar as identidades diferenciadas, as práticas sociais, políticas e culturais dos diferentes grupos étnico-raciais; indicadores que revelam como estão entrelaçados os processos de desigualdade social e racial.
    A universidade é o espaço em que essa preocupação se faz obrigatória, uma vez que forma cidadãos e profissionais em todos os campos do saber e, são estes que tomarão as rédeas do desenvolvimento econômico, social e político do país em suas mãos.
    Diante disso, o Núcleo de Estudos sobre África e Brasil – NEAB, da Universidade de Pernambuco, ciente do seu papel na sociedade, toma a iniciativa de conclamar seus pesquisadores, para que junto com intelectuais de outras universidades possam empreender um evento dessa envergadura, tão importante, não somente para a comunidade acadêmica, mas também para todos os cidadãos desse país.
    Os membros do NEAB, diante da situação crucial em que se encontra o país, percebem a necessidade de se trabalhar em prol dessa questão, uma vez que a necessidade de traçar uma nova trajetória para a nação se faz urgente e necessária.

    Objetivos

    O I ciclo de conferências Abolição no Brasil vs Democracia: Liberdade, Saúde e Educação do povo brasileiro, tem como objetivo, reunir toda a comunidade acadêmica para propiciar uma reflexão através de um debate sobre a construção da Democracia no país, sua trajetória e como esta se reverbera hoje, no que se refere à liberdade, à saúde e a educação da nação brasileira.

    Programa

    08/05/2017 – Segunda-feira
    (Sala do Núcleo de Estudos sobre África e Brasil da Universidade de Pernambuco)
    16:30 Conferência: Racismo e mestiçagem no Brasil: a respeito de um samba de Noel
    Prof. Dr. Acauam Silvério de Oliveira (UPE – Letras)
    09/05/2017 – Terça-feira
    (Sala do Núcleo de Estudos sobre África e Brasil da Universidade de Pernambuco)
    16:30 Conferência: Desafios e possibilidades para uma Educação antirracista
    Profª. Drª. Tarcia Regina Silva (UPE – Educação)
    10/05/2017 – Quarta-feira
    (Sala do Núcleo de Estudos sobre África e Brasil da Universidade de Pernambuco)
    16:30 Conferência: A integralidade da saúde nas comunidades quilombolas
    Profª. Williane Sheema de Santana
    11/09/2017 – Quinta-feira
    (Sala do Núcleo de Estudos sobre África e Brasil da Universidade de Pernambuco)
    16:30 Conferência: Performance da voz e do corpo: reflexões sobre a inserção da poesia afrobrasileira, de escritores locais, nas escolas de Garanhuns
    Profª. Drª. Márcia Félix (UFRPE – Letras)
    Encerramento
    NEAB | UPE | 28 de abril de 2017 às 00:01 | Categorias: Últimas Notícias | URL: http://wp.me/p7D3KY-Xo

  • Exclusão: negros, idosos, mulheres e pobres, uma questão de gênero?

    Publicado em 17/05/2017 às 14:41

    II CICLO DE CONFERÊNCIAS – Exclusão: negros, idosos, mulheres e pobres, uma questão de gênero?

    por NEAB | UPE

    Apresentação
    O II Ciclo de conferências, Exclusão: negros, idosos, mulheres e pobres, uma questão de gênero?, dá continuidade a debates empreendidos no I ciclo de conferências do Núcleo de Estudos sobre África e Brasil – NEAB, seguindo o propósito iniciado anteriormente, que era,  reunir toda a comunidade acadêmica para propiciar a reflexão.  No entanto, muda o foco; agora, estudiosos de várias áreas como a Psicologia, Letras, História e Sociologia se reúnem para debaterem a trajetória da sociedade brasileira, mediante os problemas, sociais, econômicos e psicológicos que causam a exclusão, principalmente, das camadas mais desprovidas da população. Desprovidas não somente de bens materiais, mas, também, de visibilidade perante a sociedade.
    Uma visão arraigada ao preconceito e as formas de governo que permeiam a nossa nação. Os desafios apresentados na atualidade pelo sistema governamental suscitam essa reflexão para que se encontre um novo rumo para o desenvolvimento do país em todos os âmbitos.
    Nossa sociedade se constitui à luz da globalização, o que leva a redimensionar um conjunto de valores, saberes e conhecimentos, cuja lógica principal é de um sistema de exclusões, capaz de desconsiderar as identidades diferenciadas, as práticas sociais, políticas e culturais dos diferentes grupos étnico-raciais; dos idosos, mulheres e pobres, indicadores que revelam como estão entrelaçados os processos de desigualdade social e racial.
    Faz-se urgente e necessária a construção de uma nova visão de mundo. Para tanto, trazer à tona a questão de gênero, tão vitimada pelo pré-conceito, é imprescindível.
    A universidade é o espaço em que essa preocupação se faz obrigatória, uma vez que forma cidadãos e profissionais em todos os campos do saber e, são estes que tomarão as rédeas do desenvolvimento econômico, social e político do país em suas mãos.
    Diante disso, o Núcleo de Estudos sobre África e Brasil – NEAB, da Universidade de Pernambuco, ciente do seu papel na sociedade, toma a iniciativa de conclamar seus pesquisadores, para que junto com intelectuais de outras universidades possam empreender um evento dessa envergadura, tão importante, não somente para a comunidade acadêmica, mas também para todos os cidadãos desse país.
    Os membros do NEAB, diante da situação crucial em que se encontra o país, percebem a necessidade de se trabalhar em prol dessa questão, uma vez que a necessidade de traçar uma nova trajetória para a nação se faz urgente e necessária.

    Objetivo
    O II ciclo de conferências Exclusão: negros, idosos, mulheres e pobres, uma questão de gênero?, tem como objetivo propiciar a reflexão sobre a desigualdade social que permeia as camadas mais desprovidas da população.

    Programa

    05/06/2017 – Segunda-feira
    (Sala do Núcleo de Estudos sobre África e Brasil da Universidade de Pernambuco)
    14:30 Conferência: Políticas públicas para as questões raciais na sociedade brasileira.
    Prof. Dr. Valdir Eduardo Ferreira (UFRPE)
    06/06/2017 – Terça-feira
    (Sala do Núcleo de Estudos sobre África e Brasil da Universidade de Pernambuco)
    14:30 Conferência: Conferência: Idoso: empobrecimento da idade?
    Prof. Dr. Antônio Spencer Júnior (UPE)
    Dr. Alexandre Homem de Melo (Psicólogo)
    07/06/2017 – Quarta-feira
    (Sala do Núcleo de Estudos sobre África e Brasil da Universidade de Pernambuco)
    14:30 Conferência: A Representação da Mulher na História: a imagem da mulher e a mulher imaginada
    Profª. Ms. Rosa Tenório – (UPE)
    08/06/2017 – Quinta-feira
    (Sala do Núcleo de Estudos sobre África e Brasil da Universidade de Pernambuco)
    14:30 Conferência: Insubmissas vozes de mulher:  Paulina Chiziane, Lília Momplé, Dina Salústio e o devir feminino em África.
    Prof. Ms. José Aldo Ribeiro da Silva (NEAB/UPE)
    Prof. Ms Anderson de Souza Frasão (NEAB/UPE)
    Encerramento
    NEAB | UPE | 17 de maio de 2017 às 00:01 | Categorias: Últimas Notícias | URL: http://wp.me/p7D3KY-X1

  • MINICURSO – La narrativa policial. Hacia una ampliación del concepto a partir de ejemplos argentinos

    Publicado em 17/05/2017 às 14:36

    MINICURSO
    La narrativa policial. Hacia una ampliación del concepto a partir de ejemplos argentinos

    CONTEÚDOS:
    El género policial: problemas genológicos. La concepción “clásica” del género y los precursores inevitables: Edgar Allan Poe, Sir Arthur Conan Doyle y Gilbert Keith Chesterton y su influencia en los narradores posteriores. Modalidades; la novela de detection inglesa y la “serie negra” norteamericana; relación con los respectivos contextos de escritura.
    La narrativa policial y las nuevas teorías de la ficción: los “mundos posibles”. La dimensión pragmática y el papel del lector. El contrato de lectura. Los modelos genológicos y su apropiación hispanoamericana. El neopolicial latinoamericano.
    La narrativa policial argentina: síntesis de su historia y posibles etapas. El siglo XIX y un precursor olvidado: Luis Cané. Paul Groussac y Eduardo Holmberg. El siglo XX: la consolidación del policial. Las primeras traducciones del género. Colecciones y antologías. La tradición anglofrancesa y el thriller de inspiración norteamericana. Una mirada panorámica sobre los principales exponentes del género.
    Jorge Luis Borges y la narrativa policial: teoría y práctica. Hacia “Biorges” y el policial paródico. Su labor en la consolidación de la vertiente argentina del género: traducciones, reseñas. La colección “El Séptimo Círculo”. Su labor como antólogo. H. Bustos Domecq.
    Antonio Di Benedetto: un policial “psicológico”. El género policial en las letras mendocinas. Antonio Di Benedetto y la “nueva novela”. Las novelas de la década del ’60: El silenciero y el esbozo de una teorización sobre lo policial; Los suicidas: ¿novela policial?
    MINISTRANTE: Profa. Dra. Marta Castellino, Universidad Nacional de Cuyo, Argentina DATA: quarta-feira, 24 de maio das 15h às 18h e sexta-feira, 26 de maio das 15h às 18h

    LOCAL: Sala Machado de Assis, 4º andar do Prédio B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

    O curso é aberto ao público em geral e não é necessária inscrição prévia. Os participantes terão direito a Certificado. Entrada gratuita. Organização: Programa de Pós-graduação em Literatura e Núcleo Onetti de Estudos Literários Latino-americanos/UFSC